quinta-feira, 16 de julho de 2009

Eu tive câncer de mama e estou viva

Não posso deixar de falar em "Cancer de mama" pois no Brasil a incidência ainda é muito grande. Foram os exames periódicos que salvaram a minha vida, pois eu havia feito mamografia e ultrassonografia 11 meses antes de detectar meu Carcinoma, e este já tinha 2 centímetros. A melhor coisa para sair viva dessa, apesar de continuar com cuidados peródicos, é detectar precocemente a doença. Para isso nada melhor que a mamografia.
Se a detecção precoce é a melhor estratégia, a principal arma para sair vitoriosa dessa luta é a mamografia, realizada uma vez por ano em toda mulher com 40 anos ou mais. É a partir dessa idade que o risco da doença começa a aumentar significativamente.
A mamografia é o único exame diagnóstico capaz de detectar o câncer de mama quando ele ainda tem menos de 1 centímetro. Com esse tamanho, o nódulo ainda não pode ser palpado. Mas é com esse tamanho que ele pode ser curado em até 95% dos casos.
No Brasil, um país de desigualdades na assistência à saúde, são cerca de 49 mil novos casos de câncer de mama em mulheres por ano. O acesso à mamografia é um exemplo típico, infelizmente. O número de brasileiras que realizam o exame anualmente ainda é muito baixo. As que dispõem de planos de saúde privados têm mais facilidade, mas representam uma pequena parcela da população. A grande maioria depende do Sistema Único de Saúde, em que as dificuldades são bem conhecidas, havendo muitas diferenças de região para região.
Até recentemente, o Ministério da Saúde recomendava que a mamografia anual fosse realizada em mulheres pelo SUS a partir de 50 anos. Mas esse limite de idade mudou com a efetivação da Lei Federal nº 11.664/2008, em vigor a partir de 29 de abril de 2009, garantindo o benefício a partir dos 40 anos.
Mas ainda enfrentamos um grande problema: CONSCIENTIZAÇÃO e falta de CONHECIMENTO em relação a prevenção, por um grande número de mulheres.

Sacos para embalagem de Natal



Percebi que a menina "Divania" sempre faz uma embalagem no mesmo material de seu artesanato. Quando vi esses sacos lembrei-me dela. Uma linda sugestão para embalar os presentes de Natal. Já comprei o material e sábado iniciarei os meus, é pena que não consegui o tecido verde em poá.

Bota de Natal

Já é tempo de iniciar os artesanatos para decoração de Natal, por isso inicio a postagem de alguns trabalhos. Espero que gostem. Sei que algumas meminas do nosso grupo de petchwork já estão trabalhando para vender, seus trabalhos. Boa sorte para vocês

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Meias no ponto.


O inverno chegou. E com ele o frio, faça meias de lã para ele, mas não esqueça de fazer um par para você. Você é a primeira pessoa especial em sua vida.

Boneca de retalhos

Junte seus trapos. Emende, costure, misture.O resultado: simples pedacinhos de pano, dão um novo visual a roupas, almofadas e até brinquedos cansados de guerra
A soma dos retalhos altera o produto. Com retalhos lisos e listados você pode criar um bonequinho que é uma graça. Para decorar o quartinho de menina

domingo, 5 de julho de 2009

Porta tudo III



Desculpem a demora. De vez em quando preciso de um acelerador para sair do chão. Coisas da cabeça. Estou postando mais uma série de moldes coletados em revistas Manequim antigas. Aqui temos:
Porta remédios,
Porta sapatos,
Porta meias e
Porta miudezas.
Além de bonitos são de grande utilidade.

Porta tudo II

Aqui tem moldes de Porta cremes,
Porta maquiagem,
Porta lápis,
Porta absorvente,
Porta Xampú e
Porta escova.


Porta tudo

Moldes de Porta langerie, Porta cosméticos e Porta bijuterias. Também foram copiados da revista Manequim de 1994. Acredito serem coisas de utilidade, pois até hoje estão em uso.



Roupa para cachorro

Esse molde encontre na Revista manequim do mes de julho de 1994. Espero que seja de utilidade para alguem.
Boa sorte e calorzinho aos nossos amiguinhos.